top of page
  • luandaeditores

Roubos e furtos de motos crescem 56% na capital paulista


Foto de Sadi Gökpınar

Dados foram obtidos pela Ituran a partir de informações da secretaria de Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP)


Fonte: Ituran


Roubos e furtos de motos cresceram 56% na capital paulista. Na região metropolitana de São Paulo, o crescimento foi de 47,4% (de 14.222 para 20.957). O modelo CG (125, 150, 160) ainda continua em destaque e representa 36% das ocorrências (4.769 de 12.956 ocorrências na Capital), de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP) validados pela Ituran, autotech líder global em monitoramento veicular.

A região da Lapa, Santo Amaro e Capão Redondo eram os bairros preferidos para ocorrências desse modelo em 2022. Em 2023, os bairros em destaque para esse modelo são: Capão Redondo (com aumento de 55%), Lapa (com aumento de 16% e Vila Mariana, que no ano passado não estava entre os Top 10, galgou para terceira colocação). Os dias da semana preferido pelos bandidos são quinta, quarta e sexta, respectivamente nessa ordem. Já os horários são: noite, tarde e manhã, respectivamente nessa ordem.


Osasco é a região que está em segundo colocado no ranking de ocorrências de motos. Um aumento de 66% em comparação ao mesmo período do ano passado. A proporção de furto nessa região prevalece com a mesma média do ano anterior, 73% no furto para 27% de roubo. Depois da região central, o bairro Veloso entrou em segundo colocado no ranking, quando em 2022 o bairro Veloso ocupava a 14º posição (aumento de 246% de ocorrências no bairro Veloso - de 13 para 45).

Motos de alta cilindrada

De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP) validados pela Ituran, autotech líder global em monitoramento veicular, houve aumento de 47% nas ocorrências para os modelos acima de 500cc. Em destaque, a CB500.

O ranking top 10 para modelos acima de 500cc são CB500, CB600, Triumph Tiger 900, BMW R1200, BMW R1250, Yamaha Tmax, Triumph Tiger 800, Kawasaki Versys 650, BMW F650, BMW F800, respectivamente nessa ordem. As avenidas em destaques são Avenida dos Bandeirantes, Via dos Imigrantes e Avenida das Nações Unidas.

Em 2022, o bairro em destaque era Butantã, em seguida Vila Matilde e Itaim Bibi. Em 2023, as ocorrências migraram para região Sul da capital - os bairros em destaque são: Jabaquara, Vila Andrade e Santo Amaro.

O Bairro de Jabaquara, segundo análise da Ituran, teve um aumento de 106% (de 16 para 33), Vila Andrade registrou um aumento de 74% (de 19 para 31) e, Santo Amaro, elevação de 94% (de 16 para 31). O dia da semana preferido na capital é domingo, aumento de 65% comparando com o mesmo período do ano passado (de 252 para 415), seguido vem o sábado com aumento de 103% (de 139 para 282). O horário preferido na capital é noite e tarde, respectivamente nessa ordem.


Comments


bottom of page