top of page
  • luandaeditores

Vedamotors inaugura fábrica de elastômeros e aposta no crescimento das vendas


Fábrica Vedamotors

Com 80% do mercado nacional de juntas para motos, empresa já investiu R$ 10 milhões na nova fábrica, com a expectativa de dobrar a sua participação no mercado de produtos de borracha


Texto: Divulgação/Vedamotors

Uma das maiores fabricantes de componentes para duas rodas, a Vedamotors - formada por capital 50% nacional e 50% italiano, como a Divisão Brasil do Grupo Athena -, dá um grande passo para o crescimento de seu negócio. Com investimento de R$ 10 milhões, inaugura oficialmente, no dia 27/11, uma fábrica de elastômeros, iniciando a produção da própria matéria-prima (composto elastomérico) dos itens em borracha da sua linha de produtos. Faz parte do planejamento mais um investimento de R $ 22 milhões ao longo dos próximos dois anos em ampliações na linha de produção da nova fábrica.


Localizada na cidade de Lontras (SC), a Vedamotors está presente no mercado há 32 anos. E há mais de 20 anos fabrica componentes a partir da injeção, compressão e transferência de borracha, adquirindo a matéria-prima de grandes fornecedores do Rio Grande do Sul e de São Paulo. Agora, com a fabricação do composto de elastômero para estes processos, terá mais autonomia para formular o desenvolvimento de aplicações, sem depender de formulações oferecidas pelo mercado.


José Maurício Felippe

“A nova fábrica faz parte da nossa estratégia de verticalização da produção, principalmente no segmento de elastômeros e borrachas em geral, incluindo produtos como bucha de coroa, retentores, coxins, guarnições e afins”, afirma José Maurício Felippe, fundador e presidente da Vedamotors. Segundo ele, a produção própria aumentará a segurança e a confiabilidade dos produtos, podendo ampliar o atendimento às montadoras de motos e demais indústrias que exigem a internalização de todo o processo.


“Ser um fabricante completo fará muita diferença, pois poderemos atender com mais qualidade e performance demandas tecnológicas específicas e, assim, acessar diretamente grandes players do mercado motociclístico, agrícola, entre outros”, reforça Felipe Goulart, diretor de Operações da empresa. “Além disto, os custos de produção poderão ser redirecionados para aumentar a tecnologia envolvida e a qualidade do produto”, acrescenta Raissa Bazzani Felippe, diretora de Relacionamento da Vedamotors.


Para Raissa, a empresa também terá mais competitividade no segmento de Aftermarket (reposição), no qual os principais fornecedores do mercado brasileiro são empresas asiáticas ou pequenas empresas. “Teremos condições de oferecer valor agregado por fabricarmos o composto, agilidade no desenvolvimento de produtos e prototipagem das peças e capacidade de atingir novos mercados. Por tudo isto, a nova fábrica é muito significativa para os nossos planos de crescimento”, resume Raissa. Um dos grandes objetivos da Vedamotors - que já possui 80% do mercado nacional de juntas para motos - é se tornar a maior fabricante nacional de retentores para duas rodas. E, assim, aumentar o faturamento dessa linha em 50% até 2025, passando dos atuais R$ 25 milhões para R$ 37,5 milhões.


Primeiros produtos na nova planta – A nova fábrica já está fornecendo 30% da matéria-prima comprada até agora, e a expectativa é que a empresa se torne autossuficiente no composto elastomérico até o final deste ano. Segundo Goulart, a estimativa é de um período de três anos e meio para o retorno do investimento.


Enquanto isso, os resultados do investimento começam a aparecer: escolhida como primeiro item a ser produzido com a matéria-prima da nova fábrica (operando em fase inicial há 3 meses), a linha de bucha da coroa, utilizada no sistema de transmissão das motos, já mostra bons resultados de vendas e perspectivas positivas para os próximos meses.


O próximo item a ser internalizado com o composto elastomérico são os retentores para duas rodas, uma das principais apostas da empresa para aumentar o market share. “Essa é uma das nossas linhas de destaque e, agora, teremos condições de oferecer novos itens que não fabricávamos, tanto para fabricantes originais quanto para reposição”, explica Goulart.


A nova planta industrial – Com 700m2 de área, a fábrica de elastômeros começou a ser construída em março de 2022. Uma das particularidades da planta é integrar o galpão da Vedamotors, onde já funcionam os demais processos de fabricação, como se fossem cinco fábricas em uma só, favorecendo um fluxo da operação mais racional.

A nova unidade inclui laboratório, máquinas e peças específicas, como balanças de precisão, equipamentos de rastreabilidade lote a lote de composto elastomérico e uma moderna máquina de pré-formados de alta precisão. Parte dos equipamentos são nacionais e parte foram importados da Inglaterra, Índia e Alemanha.


Sobre a Vedamotors – A Vedamotors é uma empresa formada por capital 50% nacional e 50% italiano -, como a Divisão Brasil do Grupo Athena, que atua fortemente no mercado de duas rodas, com presença também nos mercados agrícola, jardim e floresta, náutico e outros. Com mais de 240 colaboradores, a Vedamotors reúne mais de 10 mil produtos em seu portfólio e produz anualmente 120 milhões de peças. Atuando nos mercados industrial e de reposição, exporta para 19 países. Entre as 8 empresas do Grupo Athena, a Vedamotors ocupa o segundo lugar em faturamento, abaixo da unidade central, da Itália.


Sobre o Grupo Athena - Fundada em 1973 como uma pequena empresa artesanal, a Athena é hoje uma empresa internacional, que fabrica e distribui produtos em todo o mundo, com um volume de negócios global anual de 160 milhões de euros. O negócio começou no setor de juntas industriais e, ao longo dos anos, evoluiu para uma marca renomada em peças de reposição para motocicletas, automóveis e setor náutico, incluindo peças de corrida. Recentemente, foram adicionados à indústria a distribuição de marcas de elevado prestígio nos setores de eletrônica de consumo, desporto e outdoor, aproveitando a rede da empresa para oferecer ao público um vasto leque de soluções. Atualmente, o Grupo Athena é composto por quatro divisões: Indústrias, Peças, Eletrônica e Sportech. O objetivo maior é entregar produtos de qualidade absolutamente superior, feitos com sólido know-how, configurados à medida e cuidadosamente selecionados.



bottom of page