top of page
  • luandaeditores

INDÚSTRIA PRODUZ 764 MIL MOTOCICLETAS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2023


Foto: Jisso Heby/Pexels


Na comparação com o mesmo período de 2022, o crescimento foi de 13,9%


As fábricas instaladas no Polo Industrial de Manaus – PIM produziram 764.271 motocicletas no primeiro semestre de 2023, alta de 13,9% na comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com levantamento da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, esse é o melhor resultado para os seis primeiros meses desde 2014.


Em junho foram fabricadas 95.274 motocicletas, volume 6,3% inferior na comparação com o mesmo mês do ano passado.


No acumulado do ano foram emplacadas 780.070 motocicletas, aumento de 22,5% em relação ao mesmo período de 2022. No mês de junho foram emplacadas 140.387 motocicletas, aumento de 16,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado.


A média diária de vendas em junho, que teve 21 dias úteis, foi de 6.685 motocicletas.


Revisão das projeções para 2023

A Abraciclo acaba de revisar sua projeção de produção para 1.560.000 unidades em 2023, alta de 10,4% na comparação com o ano passado. “Alcançamos a melhor marca de motocicletas produzidas no primeiro semestre desde 2014. Com base nas projeções dos associados, aliado a um cenário macroeconômico favorável para o segundo semestre, acreditamos que a indústria alcançará um crescimento na ordem de mais de 10%”, afirma o presidente da Abraciclo, Marcos Bento.

A associação também revisou as estimativas de vendas no varejo e de negócios com o mercado externo. Os licenciamentos devem totalizar 1.511.000 unidades, crescimento de 10,9% na comparação com o ano passado. Já para as exportações, a nova estimativa é de que sejam embarcadas 49.000 motocicletas, retração de 11,5% em relação a 2022.


Vendas no varejo

Com 408.942 unidades e 52,4% de participação no mercado, a Street foi a categoria mais emplacada no primeiro semestre. Em segundo lugar, ficou a Trail (145.364 motocicletas e 18,6% do mercado), seguida pela Motoneta (104.543 unidades e 13,4%).

No ranking de emplacamentos mensal, as posições foram mantidas: Street (72.991 unidades e 52% de participação no mercado), Trail (25.918 motocicletas e 18,5%) e Motoneta (19.767 unidades e 14,1%).

Confira como ficou o ranking e a comparação com o mês e ano anteriores:

Fonte: Associadas Abraciclo

De acordo com levantamento da Abraciclo, foram licenciadas 114.816 motocicletas de baixa cilindrada em junho, o que corresponde a 81,8% do mercado. Os modelos de média cilindrada tiveram 21.120 unidades emplacadas (15% do mercado), enquanto as motocicletas de alta cilindrada registraram 4.451 emplacamentos (3,2%).

 

Sobre a ABRACICLO e o Setor de Duas Rodas

Com 47 anos de história e contando com 14 associadas, a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – ABRACICLO representa os fabricantes de veículos de duas rodas no país, tendo como principal missão a coordenação, desenvolvimento e defesa do setor por meio de ações baseadas em três pilares: Política Industrial, Segurança Viária e Técnico.

A fabricação nacional de motocicletas, quase totalmente concentrada no Polo Industrial de Manaus (PIM), está entre as sete maiores do mundo. No segmento de bicicletas, com as principais fábricas também instaladas no PIM, o Brasil se encontra na quarta posição entre os principais produtores mundiais. No total, as fabricantes do Setor de Duas Rodas geram cerca de 16,3 mil empregos diretos em Manaus/AM.

bottom of page