EDITORIAL CYCLO 229

A bicicleta vive momentos que sedimentam todas as expectativas de muitas décadas na atividade de produzir, importar, comprar, vender. Ela está sendo vista com a importância que sempre teve como veículo para a mobilidade de pessoas.

Os grandes centros que sofrem com o trânsito caótico e com baixa qualidade dos serviços de transporte urbano, optaram pelo transporte individual por automóveis e, na sequência, a alternativa das motocicletas, que ofereceu alguma agilidade em comparação ao automóvel, é tanto ou mais poluente e protagonista em grande número de acidentes quase sempre fatais. Já a bicicleta, vem conquistando adeptos e sua presença simpática e cheia de simbolismos que remetem à modernidade e paz, estimulam novos ciclistas a experimentarem os benefícios que a magrela pode proporcionar ao usuário.

Para maior e melhor fluxo de bikes, faltam estruturas viárias adequadas para que haja mais pedais com menores riscos de acidentes e problemas com pedestres. Além de maior conscientização ao respeito as normas de trânsito que também regem a circulação deste fantástico veículo cada mais moderno e atual.

Nestes quesitos, devemos lembrar dos investimentos realizados pelos produtores e importadores que inserem tecnologias na construção de bikes mais leves e muito mais resistentes, com designers avançados que, além de embelezarem, permitem maior conforto ao usuário.

As empresas que foram em busca de novos equipamentos e sistemas para enfrentarem a concorrência intensa dos produtos importados, em alguns casos, realizando parcerias com produtores internacionais. Desta forma acrescentam qualidade aos seus produtos e otimizam custos, superando este problema e continuando firme e colaborando para a massificação do uso da bike, atingindo, inclusive, consumidores tradicionalmente avessos ao hábito de pedalar diariamente em seus deslocamentos.

Para acrescentar mais pontos a favor da bicicleta, a e-bike também já está em processo de popularização. Já existem muitas marcas disponíveis no mercado e nós, nesta edição, falamos com alguns produtores. Eles manifestaram suas opiniões e expectativas quanto ao crescimento do consumo, pontuaram os problemas que ainda existem para a maior utilização do veículo e, de forma geral, o otimismo quanto a disseminação do seu uso.

Esperamos que estes problemas sejam rapidamente superados e que venhamos a festejar em breve mais esta vitória para sociedade e da bicicleta em particular.

Nossa contribuição para este fim tem sido a aproximação das interfaces do mercado através da realização dos Encontros Cyclomagazine, que de maneira simples e ordenada tem alavancado vendas, pois explícita para todos os produtos e serviços disponíveis, diminuindo distâncias e entraves nas relações comerciais do segmento. Nesta edição, também repercutimos o Encontro realizado com grande sucesso na cidade do Rio de Janeiro.

Todos nós

Edição 229 Cyclomagazine Folheie

Top