Henrique Avancini é tricampeão da Brasil Ride

brasilride

Atual campeão mundial de Maratona MTB, o brasileiro Henrique Avancini, conquistou no fim de outubro o tricampeonato da Brasil Ride, a principal ultramaratona de mountain bike das Américas, ao lado de seu companheiro de equipe, o alemão Manuel Fumic. A competição foi realizada com sedes em Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro (BA), e no acampamento da Brasil Ride, em Guaratinga (BA). Ao todo, foram pedalados 600 km com 11.000 m de altimetria acumulada, em sete dias de prova, entre 21 e 27 de outubro.

“Essa conquista é especial por vários motivos. Primeiro que é a cereja do bolo de uma temporada fantástica, que foi dos sonhos. Vencer a Brasil Ride, prova especial para mim, é uma motivação extra. Ser o segundo tricampeão da elite masculina, com o Jiri Novak, meu parceiro de 2017, além de vencer ao lado do Manuel Fumic, um cara muito importante para minha carreira. Buscávamos uma vitória juntos há algum tempo, mas nunca conseguimos sacramentar um resultado desses juntos”, comemorou Avancini.

avanciniCampeão em sua primeira participação na Brasil Ride, Manuel Fumic avaliou a etapa e comentou a alegria de ser campeão com seu parceiro. “Foi uma prova decisiva muito intensa. Não esperava isso, porque era uma etapa de 44 km com uma diferença confortável para o Tiago e o Hans, e acreditava que eles não nos atacariam. Eles tentaram tudo, foi uma corrida rápida demais. Chegamos algumas vezes bem próximos de perder o contato com eles, mas nunca desistimos e no final é emocionante para mim, vencer uma prova tão grande como a Brasil Ride ao lado do Henrique”, disse Fumic.

A dupla venceu a etapa decisiva, de 44 km de extensão, em 1h39min26seg, para confirmar o título da nona edição. O pódio do dia teve o português Tiago Ferreira e o holandês Hans Becking, com tempo de 1h40min40seg, confirmando o vice-campeonato de 2018, e os brasileiros Lukas Kaufmann e Sherman Trezza, em 1h41min02seg.

Na classificação geral, o russo Alexey Medvedev e o italiano Francesco Failli, concluíram a disputa na terceira posição. Lukas e Sherman ficaram em quarto no geral, além de terem sido campeões das Américas entre os homens, seguidos do dinamarquês Sebastian Fini e do eslovaco Martins Blums.

Na disputa feminina, as espanholas Sandra Santaynes e Anna Ramirez, garantiram o título sem grandes sustos na corrida final, chegando na segunda colocação, apenas um segundo à frente de Viviane Favery e Marcella Toldi, terceira colocadas do dia, e vice-campeãs na geral. O lugar mais alto do pódio na última etapa foi da portuguesa Ilda Pereira e espanhola Mayalen Noriega, em 2h12min53.

Para Sandra Santaynes, a Brasil Ride teve um gosto mais do que especial, uma vez que lá ela fez sua despedida como ciclista profissional. “Muito feliz por me aposentar no esporte e conquistar este título aqui na Bahia. Me faltam palavras nesse momento”, emocionou-se Sandra. “Esta foi minha segunda participação nesta ultramaratona. A primeira, na Chapada Diamantina, que era um traçado mais técnico, e agora na região do litoral, mais divertido e definitivamente é uma prova que me agrada”, complementou.

“Ganhar aqui no Brasil para mim era impensável. Não consigo acreditar”, contou Anna Ramirez. “Feliz porque não imaginamos ganhar a ultramaratona. Mais contentes porque tivemos problemas sérios na segunda etapa e contamos com o apoio do Suporte Neutro da Shimano para consertar problemas em nossas bikes”, analisou Anna.
Ilda e Mayalen concluíram a participação da dupla em quarto lugar no geral, atrás das brasileiras Paula Gallan e Franciele Almeida. As alemãs Ivone Kraft e Agnes Neumann concluíram o top 5 da disputa feminina. Viviane Favery e Marcela Toldi faturaram o prêmio de melhor dupla das Américas.

Edição 229 Cyclomagazine | Folheie

Top