Artigo: Como você está engajando sua força de trabalho?

vanessasebraepor Vanessa Lima
Gestora de Projetos Pet Shop Sebrae

Ouvimos constantemente os empresários informarem que falta mão de obra qualificada e que muitos não têm comprometimento. Realmente lidar com pessoas não é uma tarefa fácil, mas o fato é: precisamos delas para fazer nosso negócio acontecer, certo? Então, se falta preparo, precisamos treinar. Se falta comprometimento, precisamos analisar o nosso papel de liderança. A motivação está dentro de cada um. Existem ferramentas estratégicas para motivar, exercendo assim o papel de liderança.

Realizamos uma pesquisa com funcionários do ramo pet em maio/2018 e nela constamos que: 43% não é registrado, 54% não recebe benefício algum, 54% alegou não se sentir valorizado e reconhecido, 30% disse que não há um clima de harmonia na empresa, 32% desconhece os objetivos/metas da empresa, 21% não se sente preparado para assumir novos desafios na própria companhia, 73% considera que receber assistência médica & 54% vale refeição/alimentação seria um benefício ótimo se fosse oferecido.

O que isso significa? Precisamos analisar o que o financeiro da sua empresa pode oferecer, analisar quais modalidades de tipos de contrato você poderá registrar esse prestador de serviço e de que formas você pode realmente valorizar esse profissional.

Segue aqui algumas dicas:
Mapeie que tipo de geração você tem: geração baby-boomers, x, y, z, millenium? Cada uma delas tem suas características e necessidades diferentes;

Ofereça feedback e entenda: não é bronca, não é conselho muito menos opinião; é uma informação para obter resultados;

Ofereça treinamento = SEMPRE;

Informe as metas da empresa e o que se espera de cada um;

Estipule metas e ofereça recompensas;

Celebre as conquistas.

Lembre-se: as pessoas não abandonam as organizações, abandonam seus líderes!

Edição 111 | Petmagazine

Top