Encontro em Marabá agita a região Norte do Brasil

Diante da expectativa da realização do 30º Encontro Motomagazine, que acontece de 26 a 27 de outubro, em Marabá (PA), empresas, representantes e distribuidores, revelam suas opiniões sobre edições passadas e os resultados que esperam de mais um evento

(Texto: Joelma Farias)

Eventos de negócios são meios eficazes para o empresário se atualizar sobre as tendências do seu segmento, além de serem excelentes canais para realização de ampliação da rede de relacionamentos que podem gerar futuras parcerias. É, também, uma relevante forma de atualização para lojistas e fonte de ideias que inspiram fabricantes a produzirem o que o consumidor procura.
Com o objetivo de gerar oportunidades de negócios às empresas do setor de moto peças, será realizado de 25 a 28 de outubro, a 30ª Edição do Encontro Motomagazine em Marabá (PA), que reúne empresas do setor de moto peças e acessórios.
A expectativa é que o evento receba, além dos visitantes locais, empresários de estados vizinhos como Amapá, Pará, Piauí, Roraima, Tocantins e Maranhão.
Há 12 anos realizando eventos de moto peças em diversas cidades brasileiras, os Encontros conseguem impulsionar o volume de vendas das empresas participantes. Estar em contato com esse universo também ajuda a fortalecer e aquecer o mercado regional de motos em todo o território nacional.
Entrevistamos alguns convidados e expositores para sabermos o que pensam sobre o evento de negócios e suas expectativas em relação aos resultados que serão obtidos para suas respectivas empresas nessa ação.

Angar Peças e Acessórios
Tempo de atuação no mercado: 28 anos
Região onde atua: Maranhão
Estou há 30 anos no mercado de moto peças e a Angar existe há 28 anos.
Participo dos Encontros Motomagazine, desde que eram realizados em Imperatriz (MA), mas também já estive nos eventos de Marabá (PA). Gosto muito desse encontro, porque sempre saio de lá com a minha rede de contatos ampliada. É uma ação muito positiva para quem lida com vendas.
Fui convidado a participar do 30° Encontro, e a expectativa é sempre a mesma: rever antigos parceiros e fechar bons negócios. Trata-se de um evento extremamente importante para os empresários locais.
Esse formato de feira é bem interessante, porque reúne os principais distribuidores regionais. O evento consegue atrair praticamente toda a cadeia de distribuição, diferentemente das feiras realizadas em São Paulo que prioriza grandes fabricantes de moto.
O mercado na região Norte tem crescido progressivamente e está indo bem. Haja vista as empresas do setor que se instalaram por aqui nos últimos anos. Mesmo com tanto progresso, a situação poderia ser melhor se os consumidores tivessem mais poder de compra e se não houvesse tantos desempregados como temos hoje.
O país precisa retomar o crescimento econômico para impulsionar as vendas.
– Hermano Herenio – diretor.

Antônio Lima Representações
Tempo de atuação no mercado: 19 anos
Regiões onde atua: Amapá e Pará
Sou representante comercial desde 1999, mesmo período onde abri a Antônio Lima Representações. Inclusive estamos organizando uma comemoração dos 20 anos da empresa para o ano que vem.
Posso dizer que tanto o mercado Norte como o Nordeste têm crescido muito nos últimos anos. Em alguns pontos tem superado o mercado Sul e a tendência é crescer ainda mais.Tem motocicleta circulando pelas ruas, fazendas, sítios e até lugares onde não há asfalto. A moto é quase que um veículo oficial em regiões onde a locomoção é mais difícil.
Já participei de dois eventos em Marabá e acredito que esse será ainda melhor, porque vivemos uma outra realidade. O dólar baixou (1 semana antes das eleições 2018) e isso já nos dá outro ânimo. Dentro de alguns dias o Brasil muda de gestores, e esperamos que quem entre no poder faça o seu melhor pelo país, que nós, aqui, daremos o nosso melhor, independentemente de qualquer governo que ocupar Brasília.
Não pude deixar de observar a ampla divulgação do 30º Encontro Motomagazine por meios digitais. Esse é um tipo de ação que pode atingir muitas pessoas e eu acredito que o sucesso já está garantido.
– Antônio Lima – Representante Comercial

Aquilis Representações
Tempo no mercado: 6 anos no mercado
Regiões onde atua: Norte do Pará e Macapá
Norte e Nordeste estão mostrando para o restante do Brasil que essas regiões têm papel importante dentro do cenário nacional de moto peças. A cada ano que passa, mais pessoas optam pela motocicleta por diversos fatores, sendo principais deles transporte ágil, economia no consumo de combustível e fácil manutenção do veículo.
O Norte é um bom mercado e se destaca em uma escala crescente de vendas, já que tem duas vezes mais motos do que carro circulando em propriedades e ruas.
Apesar de atravessarmos uma crise que já dura anos, não posso reclamar porque estou batendo minhas metas. O consumidor precisa de peças para manter a sua moto em pleno funcionamento, pois é a forma de deslocamento mais eficiente dentro dessas regiões onde atuo. Mas também tem o fator empenho. Das minhas representadas, sou um dos principais vendedores e para conquistar grandes vendas, é preciso muito trabalho sério. Fazer o melhor, só depende de nós.
Eu tenho participado dos eventos de Marabá desde a primeira edição e tenho obtido boas respostas. Amplio minhas redes de contato e ainda consigo me atualizar das últimas informações desse cenário.
Apesar da oscilação da economia, usando a criatividade e inteligência, é possível conquistar bons resultados nesse mercado.
– Júnior Aquilis – Representante comercial.

Auto Bicicletão
Tempo de atuação no mercado: 29 anos
Região onde atua: Colinas do Tocantins (TO)
Estamos no mercado desde 1989, e estamos participando pela primeira vez de um encontro Motomagazine como expositores. Já participamos de outras edições, mas apenas como visitantes. Estamos ansiosos, mas acredito que faremos uma boa participação. Nosso foco principal é nos apresentar ao mercado.
A Auto Bicicletão tem matriz em Colinas do Tocantins e filial no Pará, acaba de inaugurar a sua mais recente loja em Imperatriz, no Maranhão.
Desde o início das nossas atividades, vendemos peças de bicicletas e de motos. Apresentando trabalho sério e bem desempenhado por colaboradores e dirigentes, a Auto Bicicletão se transformou em uma forte referência do setor de motos na região Norte. Com a abertura de novas lojas, a empresa se aproxima dos clientes de longa data e conquista novos.
Em relação à frota de motocicletas da região norte cresce a cada ano, consideramos um importante mercado no cenário nacional. Em muitos casos, a motocicleta é o primeiro veículo motorizado adquirido pelo consumidor, que é utilizada para a gerar renda, como ocorre com moto-fretistas e moto-taxistas. Para onde olhamos, vemos motocicletas de todos os tipos, pois tem fácil manutenção e trata-se de um veículo economicamente viável para todos.
Atualmente, a Auto Bicicletão conta com mais de cem colaboradores distribuídos nas principais cidades dos estados onde atuam, que oferecem peças e serviços para motos e bicicletas.
Para o 30º Encontro Motomagazine a expectativa é grande. Nosso objetivo principal é estreitar vínculos de amizade com quem faz esse setor acontecer e, claro, fechar bons negócios.
– Daniel Moura – Gerente de compras

Camapum Representações
Tempo de atuação no mercado: 10 anos
Região onde atua: Maranhão
A região Norte realmente é muito importante para o mercado nacional de moto peças. Nesse local, é possível ver pessoas em cima de uma POP 100 tocando o gado em diversas propriedades locais, então a motocicleta é, por diversos fatores, o veículo mais utilizado.
Já participei de diversos Encontros da Motomagazine em Marabá e outras localidades como Pernambuco e Paraíba. Sempre obtives ótimos resultados. O interessante desse formato de feira é que colocar o cliente e empresas frente a frente. Isso é um facilitador de negociações e proporciona inúmeras possibilidades de futuras parcerias.
Acredito que esse 30º Encontro Motomagazine. Será tão bom quanto as anteriores. Já podemos observar que o mercado está mudando e o dólar está em queda (durante período de sucessivas altas, 3 dias antes das eleições 2018 a moeda americana estava em queda) e essa situação nos enche de esperança de algo está mudando, acredito que para melhor.
– Ribamar – Representante comercial

Fênix Representação Ltda.
Tempo de atuação no mercado: 11 anos
Regiões onde atua: Maranhão e Tocantins
Essas regiões têm muitas motocicletas porque esses veículos fazem parte da cultura local e também é uma tendência nacional.
Anos atrás, a população andava com ajuda de animais (jegue, jumento, cavalo, burro). Com o passar do tempo e a necessidade de locomoção rápida, a motocicleta foi ganhando espaço em estradas que nem sempre são asfaltadas. Logo, a moto ganhou espaço nas ruas das grandes metrópoles e em lugares distantes.
Atualmente, há no Brasil um índice crescente de propriedade e de uso da motocicleta como modo de transporte para fins diversos. A moto também é considerada como um veículo economicamente viável a muitos brasileiros que precisam de fácil mobilidade em lugares onde o transporte público inexiste ou é pouco funcional.
Dentre outras facilidades oferecidas pelo veículo, a moto tem baixa manutenção – se comparada a veículos automotivos-, documentação barata e locomoção rápida e tem baixo consumo de combustível, já que o preço da gasolina não para de subir. Outro fator que determina o grande uso desse veículo é um meio de transporte que possibilita indivíduos a alcançarem destinos antes não frequentados e, podemos dizer que é um elemento de inclusão social, portanto é um marco social.
Penso que feiras regionais são importantes. Participei do Encontro de Marabá no ano passado e os resultados estiveram um pouco abaixo do esperado, mas vivíamos um outro momento em que o país estava com a economia travada, então era de se esperar.
Fui convidado a participar do 30º Encontro Motomagazine e com certeza estarei em Marabá. Como o cenário econômico mudou e há perspectivas de crescimento para as vendas, acredito que vamos obter as melhores negociações.
-Andrey – Representante comercial

Gilmar Abreu Representações
Tempo de atuação no mercado: 7 anos
Regiões onde atua: Amapá e Pará
Atuo há muitos anos nesse mercado, nas regiões que compreende os estados do Amapá e Pará. Pela grande extensão territorial, o mercado está em ascensão, prova disso são as principais distribuidoras que estão se instalado nesses estados.
Já tive a oportunidade de participar de eventos da Motomagazine no Nordeste e no Sul do país. Posso dizer que os resultados são muito positivos, pois essa é uma oportunidade de levarmos o cliente para ter um contato direto com o fabricante, estreitando os laços entre as partes. Esse relacionamento é o início de uma longa e duradoura parceria.
A minha expectativa para essa feira de Marabá é sempre a de fechar muitos negócios e estreitar o relacionamento com os agentes do setor de duas rodas.
– Gilmar de Abreu – Representante comercial.

J. Neto Representações e Comércio
Tempo de atuação no mercado: 10 anos
Regiões onde atua: Maranhão e Piauí
Sou representante há 13 anos e a J. Neto existe há 10 anos. Os estados do Maranhão e Piauí, vem apresentando números muitos bons em relação ao uso da motocicleta. O grande problema que eu ainda vejo nesse mercado são as variações fiscais existentes nos estados brasileiros.
É incrível que em alguns estados existam incentivos fiscais e outros não. Essas disparidades não deveriam existir.
O Norte e Nordeste, são regiões beneficiadas com esses estímulos e estão concentrando um grande número de fábricas de moto peças. O problema todo se concentra logística. Existe uma escassez de insumos e essa matéria-prima geralmente vem das regiões Sul e Sudeste do país, assim como mão de obra qualificada para exercer funções específicas. Esse é um problema a ser solucionado para melhorar a produção nesses estados.
Tenho afinidade com a família Motomagazine e participo de todos os Encontros. São eventos em que tenho bons resultados, principalmente na captação de novos contatos. Da última vez que eu participei de um evento da Motomagazine, estudei por trinta dias contatos comerciais.
Desta vez, não terei representadas por lá, mas cheguei a ter diversos em edições anteriores. Por mais que as marcas que represento não participem do 30º Encontro de Marabá, não é ruim porque eu terei a oportunidade de visitar outros estandes e conversar com as pessoas que estarão por lá. Isso também é muito bom, trocar ideias e me atualizar de como os negócios caminham. É muito importante.
Considero os eventos Motomagazine como verdadeiras vitrines para marcas que querem ganhar visibilidade no cenário nacional de moto peças de reposição e acessórios.
– Neto – Representante Comercial

Marcelo Representações
Tempo de atuação no mercado: 11 anos
Região onde atua: Maranhão, Pará, Tocantins e Amapá
Participo dos eventos da Motomagazine e acredito que esse formato é de grande importância para o mercado de moto peças, pois promovem encontros de negócios, divulgação de novidades e troca de experiências entre fábricas, representantes e clientes. A cada edição, as expectativas são as melhores.
Mesmo com a crise que assola o País nos últimos três anos, temos um cenário favorável para vendas. Minha empresa, por exemplo, vem ampliando os negócios a cada ano. Uma vez que a maioria dos produtos que comercializo são importados e dependem do valor do dólar para terem preços competitivos acredito que a médio prazo a economia possa sair, de fato, do fundo do poço e, consequentemente, o comércio interno brasileiro volte a ter melhoras.
– Marcelo Cruz – Consultor de vendas

Nazaré Abreu Representações
Tempo de atuação no mercado: 11 anos
Regiões onde atua: Pará, Maranhão e Tocantins
Apesar das dificuldades financeiras que muitos brasileiros enfrentam, o setor de moto peças é forte por aqui e cresce a cada ano. Posso afirmar que a Motomagazine, consegue organizar uma das melhores feiras de moto peças e acessórios, porque tem foco em reunir os agentes desse setor em um só lugar, o que facilita o fechamento de negócios interessantes.
Os clientes que frequentam o ambiente de feiras, acabam aprendendo muito sobre os produtos que comercializam e ficam por dentro das principais novidades desse mercado. Na minha opinião, os Encontros têm papel importante no fortalecimento de parcerias e do comércio local, valorizando os empreendimentos regionais.

O evento também tem a força de levar grandes fabricantes, importadores e distribuidores para qualquer canto do país, onde sempre podemos negociar com importantes expositores
Já participo há algum tempo dos Encontros da Motomagazine, e posso afirmar com propriedade que se trata das feiras de negócios mais importantes do setor.
– Nazaré Abreu – Representante comercial

Dados do setor revelam cenário nacional
Um estudo realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), e divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo no dia 2 de julho de 2018, revela que a frota de motocicletas no País é de 26,4 milhões de unidades, o que representa uma para cada 7,86 habitantes. Em relação ao ano de 2017, houve um aumento de 3,44%. No total, há mais motos do que carros circulando nas ruas em 45% dos municípios brasileiros. No Nordeste, o número alcançou a marca de 7,49 milhões para 6,67 milhões de carros nas ruas. Já no Norte há 2,49 milhões de motos ante 1,67 milhão de automóveis.
Segundo a Abraciclo, a frota de motocicletas da região Norte evoluiu 4,3 vezes, apenas no período de 2003 a maio de 2013. Somente em Manaus (AM), o volume de motocicletas em circulação cresceu 3,8 vezes nos últimos 10 anos. No Brasil todo, no mesmo período, o avanço dessa frota foi de 3,3 vezes.
Trata-se de um mercado promissor que tem muito espaço para crescer em todo o Brasil. A região Norte, por exemplo, é uma área que tem condições de conquistar posição de destaque ainda maior no cenário nacional de moto e peças, porque está em constante crescimento.

Texto publicado na edição 110 da motomagazine
Link: clique aqui

Top